GRUTA DAS PEDRAS BRILHANTES

O Sítio Arqueológico Gruta das Pedras Brilhantes, em São Desidério, no oeste baiano, é o tema do primeiro episódio da série O Lugar Antes de Mim. O local escolhido apresenta um abrigo de calcário ricamente decorado com grafismos rupestres, sendo exemplo de gruta com dinâmica sedimentar estável e maior potencial para a conservação horizontal dos vestígios.

Batizada devido à presença de pedras brilhantes, a gruta intriga os arqueólogos, que ainda não entraram em consenso sobre essa característica. Três hipóteses são consideradas para explicar o brilho de algumas pedras: uma reação química natural, um “polimento” consequente de ação humana ou uma combinação dos dois fatores.

Na Gruta das Pedras Brilhantes foram identificadas pedras lascadas elaboradas com diferentes matérias-primas, representativas da produção de instrumentos; além de formações clássicas de cavernas, como as famosas estalactites, estalagmites e os menos conhecidos coraloides, que são pequenos depósitos de minerais ao longo da parede da gruta.

Sendo assim, o sítio arqueológico em foco é discutido com base nos seguintes aspectos: unidade geomorfológica, ocorrência de abrigo rochoso, tipos de registros rupestres, presença de material na superfície e características​ ​dos​ ​vestígios arqueológicos.

O episódio tem como fio condutor, depoimentos de pesquisadores que partem do papel da arqueologia na compreensão da sociedade, avançam pelos tipos de sítios comuns no Oeste baiano e chegam à caracterização da Gruta das Pedras Brilhantes.

Com papel fundamental na narrativa, a trilha sonora do documentário apostou no minimalismo e nos sons tribais, utilizando tambores ritmados e flautas, remetendo às primeiras manifestações do homem em nosso solo. Estas referências tribais foram mescladas com ritmos mais modernos e sons sintetizados, propondo uma fusão entre passado e presente, como uma síntese para representar a evolução humana.

O telefilme foi selecionado para o FIRENZE ARCHEOFILM – Festival Internazionale del Cinema di Archeologia Arte Ambiente (Florença-Itália 2019), ele ainda foi exibido no 9º Arraial Cine Fest – Festival de Cinema de Arraial D’Ajuda/Porto Seguro-BA (2018) e no Finisterra, Festival de Cinema de Sesimbra Portugal (2018).

O episódio tem o apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria​ ​de​ ​Cultura​ ​do​ ​Estado e o do Fundo de Cultura da Bahia; e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

FICHA TÉCNICA

Direção e roteiro: Karla Nascimento | Pesquisa: Fernanda Libório / Luis Felipe Santos | Produção: Juca Fonseca, Fernanda Libório e Karla Nascimento | Direção de fotografia: Beto Carminatti | Operador de câmera e fotografia: Lourivalde Vieira | Operador de drone: Lucas Batista Moreira | Som direto: Rodrigo Janiszewski | Fotógrafo still: Almir Brito Jr. | Assistente de produção: Kleber Cunico / Rogério Sodre de Oliveira | Estagiário de pesquisa: Wesley Lima | Estagiário de produção: Lucas Alves Medeiros / Janaína Netto | Direção de edição: Beto Carminatti | Editora: Jeanine Holtrup | Desenho de som e direção musical: Rodrigo Janiszewski